Santa Doroteia


Santa Doroteia, venerada como virgem e mártir, nasceu no final do século III depois de Cristo numa província de Ásia Menor, na atual Turquia.

Doroteia foi educada na fé cristã, se distinguia pela sua beleza, genial inteligência e capacidade de fazer amizade. Quando se deu a persecução do imperador Diocleciano, Doroteia, foi denunciada como cristã e foi levada ao governador Sapricio. Ele quis obriga-la a oferecer sacrifícios aos ídolos e renunciar a fé Cristã. Doroteia se negou decididamente, e por isso foi presa. Sapricio enviou-lhe duas meninas para conseguir convence-la a negar a sua fé. Porém o resultado esperado por Sapricio foi completamente mudado: Doroteia, rica de fé reconduz as suas amigas a Cristo, Sapricio reconhece naquela transformação a obra de Doroteia, e morrendo de raiva dela, mandou matá-la depois de ter assistido á morte das duas amigas.

Enquanto estava sendo levada ao suplicio, ao longo do trajeto encontram Teófilo, advogado pagão e amigo de Doroteia. Ele também tenta de dissuadi-la, más é inútil. Doroteia não sede. Seu único desejo é estar na casa do Senhor, fonte de vida, onde é sempre primavera com flores e frutos em grande quantidade… Teófilo, irônico pede para Doroteia mandar –lhe do paraíso flores e frutos.
Doroteia aceita o desafio e promete enviar-lhe rosas e maçãs. Enquanto Doroteia estava sendo decapitada um anjo aproximou-se de Teófilo e lhe entrega uma cesta de rosas e maçãs. Teófilo fica sem palavras e compreende a firmeza da fé de Doroteia. Decide tornar-se cristão e como Doroteia também ele dá a vida por Cristo.

Santa Doroteia tem sua graça associada ás flores, ás frutas e aos jovens. Assim, é a padroeira das floristas, jardineiros e também das noivas. Celebramos o dia de Santa Doroteia em 6 de fevereiro. Pe. Lucas a escolheu como padroeira e inspiradora da Obra e do Instituto das irmãs pela firmeza na fé, a doçura persuasiva, a intrepidez na provação e a capacidade de arrastar os outros para o bem. Para Pe. Lucas Passi, cada pessoa é chamada a tomar conta dos pequeninos e fracos e não pode sossegar enquanto souber que alguém precise de sua ajuda para poder encontrar o Senhor.